Prefeitura realiza 2ª fase da campanha de busca ativa da tuberculose em SJC

0
389
SB post

A Prefeitura realiza no período de 6 a 20 de novembro a segunda fase da campanha de intensificação da busca ativa de casos de tuberculose em São José dos Campos, em comemoração ao Dia Nacional de Combate à Tuberculose (17 de novembro). A primeira fase foi realizada em março, quando se comemora o Dia Mundial de Combate à Tuberculose.

Durante este período, todas as unidades de saúde, públicas e privadas, realizarão ações educativas em grupos e em salas de espera, com esclarecimentos ao público sobre a doença e possibilidade de detecção de sintomáticos respiratórios, ou seja, pessoas com tosse há 3 semanas ou mais.

Estas pessoas serão incentivadas a colher exame de escarro. Segundo a médica Vera Lúcia Galvani Sgarbi, coordenadora do programa de doenças de transmissão respiratória da Secretaria de Saúde, este procedimento é o que proporciona melhor resultado para a detecção de casos de tuberculose em estágio inicial.

A campanha também promove até o dia 20 de novembro a segunda fase da intensificação de busca ativa de casos de tuberculose no sistema prisional. Serão coletados exames de escarro em prisioneiros que apresentam tosse há duas semanas ou mais.

Seminário

Também está programado para o dia 8 de novembro, das 8h às 12h, na Câmara Municipal, um “Seminário de Tuberculose”, destinado a médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem das unidades de saúde (UBSs, UPAs, Especialidades, equipes da Estratégia Saúde da Família, hospitais públicos e privados).

O seminário abordará os seguintes temas: Histórico da Tuberculose; Epidemiologia / Diagnóstico e Importância da Busca Ativa de Casos; Diagnóstico Laboratorial / Qualidade das Amostras; Tratamento / Resistência às Drogas Utilizadas para Tratamento / Importância da Prevenção ao Abandono do Tratamento; Dados Estatísticos de Tuberculose no município de São José dos Campos.

Tratamento

Atualmente, 156 pacientes estão em tratamento de tuberculose no CTP (Centro de Tratamento e Prevenção em Tisiologia, Dermatologia Sanitária e Lesões), da Secretaria de Saúde.

O tratamento é totalmente gratuito e todos os casos são acompanhados por pneumologistas. Os medicamentos também são gratuitos e oferecidos pelo Estado.

Em 2016 foram tratados 165 pacientes, com 87,27% de cura, sendo que a taxa preconizada pelo Ministério da Saúde é de 85%. O município de São José dos Campos, em razão deste resultado, recebeu prêmio do Centro de Vigilância Epidemiológica do Estado de São Paulo (CVE).

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome