Fundo de Solidariedade faz balanço de 2017 e planeja ações para o próximo ano

0
302
SB post

O Conselho do Fundo Social de Solidariedade esteve reunido esta semana para fazer um balanço das ações de 2017 e iniciar o planejamento para 2018. O ano foi considerado por todos como positivo e também de muito aprendizado.

Entre os dados apresentados, o Fundo de Solidariedade conseguiu atender 779 famílias encaminhadas pelos CRAS com roupas e sapatos, roupas de cama e banho, totalizando a doação de 26.244 peças e mais 144 enxovais para gestantes (dados atualizados em 30/11), sem contar com as 385 famílias assistidas em emergências na época das chuvas de março.

Nos primeiros meses do ano, a presidente do Fundo Social e primeira-dama, Samara Fraschetti Bastos de Aguilar, visitou oficialmente vinte e cinco instituições de diversos segmentos, aproximando-se dos trabalhos e credibilizando assim todas as ações que transcorreram ao.longo.do.ano.

Para Samara , o mais importante foram todas as parcerias e contatos feitos ao longo do ano: “Pudemos contar com o apoio de vários empresários em campanhas e com diversas secretarias municipais, nas ações. No ano que vem, queremos fazer o mesmo com os Conselhos Municipais de nossa cidade. Esse trabalho em conjunto e as parcerias só fortalecem as ações”.

Samara garante que em 2018, o foco continuará sendo a valorização da pessoa humana, a capacitação profissional e não o assistencialismo. “E é claro, não podemos nos esquecer das necessidades emergenciais”, completou.

Este ano, a Prefeitura, em parceria com o Fundo Social municipal, Fundo Social do Estado, Senai e Sinthoresp (Sindicato dos Hotéis e Pousadas de São Paulo) prepararam para o mercado de trabalho 207 pessoas, nos segmentos da construção civil, panificação e tempero caseiro, costura e artesanato, hotelaria e garçom.

Para 2018

Uma das novidades para o início do ano será a descentralização dos atendimentos encaminhados pelo Social, ficando uma base de atendimento na Subprefeitura do Porto Novo e uma outra no centro da cidade, onde também funcionarão cursos de artesanato, a Escola de Moda e os cursos da Padaria artesanal, melhorando o acesso dos munícipes do centro e região norte da cidade. “Tenho muitos planos para 2018, mas sei que todos os passos devem ser firmes e seguros, buscando sempre melhor qualidade de vida das pessoas”, disse.Samara.

Compõem o Conselho do Fundo Social de Solidariedade de Caraguatatuba: Alcione Aparecida Vitório Ribeiro dos Santos, Alessandra Melges Saker Mapelli, Andréa Parleta, Denise Cristina Peixoto, Nadia Regina Grazioli, Rosângela Leite Carrijo de Aguilar, Rosana Campos e Silvana Carolina Giorgeti Santos.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome