Como saber se estou com cárie?

0
14
Como saber se estou com cárie?
SB post

Atualmente, a cárie é um dos problemas de saúde bucal mais comuns e que mais atingem os brasileiros. Isso nos faz pensar se estamos fazendo o necessário para mantê-la longe de nossa boca e, mais ainda, se já não temos alguma.

Por ser uma condição que começa assintomática, muitas vezes só vamos nos dar conta do problema quando ele já atingiu um grau elevado. Entretanto, o primeiro diagnóstico, o do paciente, é um dos mais importantes para que ele reconheça a importância de procurar pela ajuda de um profissional no dentista 24h.

Ainda assim, se tratando de saúde bucal, essas condições podem ser facilmente observadas quando consultas regulares são realizadas na clínica odontológica. Dessa forma, além de garantir a prevenção de doenças, também é possível diagnosticá-las logo no começo.

O que é a cárie?

As cáries são orifícios que surgem no dente, como um sinal de deterioração. Por mais que a grande vilã dessas condições sejam as bactérias que agem diretamente nos restos alimentares que ficam na boca, o açúcar também é um componente importante.

Quando há uma ingestão muito grande de alimentos açucarados e ricos em amido, há um aumento da acidez no pH da boca. Isso, junto à má higienização da boca causa um acúmulo de bactérias, que resulta na desmineralização do esmalte dentário.

Essa é uma condição que pode atingir pessoas de diferentes idades, até mesmo bebês com a cárie de mamadeira, e crianças, principalmente por causa da sua alta ingestão de doces. Sendo assim, é sempre importante estar atento à sua saúde bucal para que não seja um problema recorrente.

Os principais sinais e sintomas de cáries são:

  • Manchas brancas pelo dente;
  • Dor de dente;
  • Sensibilidade;
  • Dor ao mastigar.

Caso você perceba que tem algum desses sintomas, é importante ir ao dentista 24h, assim como em uma clínica odontológica para que seja feita uma avaliação completa à respeito de sua saúde bucal, assim como a melhor maneira de prevenir outras doenças.

A principal causa da cárie é a má higienização bucal. Por esse motivo, é muito importante seguir todas as recomendações odontológicas de escovar os dentes ao menos três vezes por dia e passar o fio dental diariamente. O fio dental tem um papel essencial na prevenção das cáries, uma vez que retira os restos de alimentos que ficam entre os dentes.

Durante as fases iniciais da cárie, ela pode ser revertida através de tratamentos realizados pelo dentista 24h com flúor e outros métodos preventivos. Entretanto, em um estágio já avançado, a restauração é necessária, feita com resina composta. Nos casos mais graves, em que as bactérias infectam a polpa dentária, é necessário um tratamento de canal.

Tipos de cárie

Apesar de um profissional ser fundamental para diagnosticar, sendo necessário tirar uma radiografia em alguns casos, quando criamos o costume de observar os nossos dentes, é possível perceber quando algo não está dentro dos padrões considerados normais.

É possível perceber manchas brancas logo no início do desenvolvimento da cárie. Com o tempo, essas manchas passam a ser amarronzadas e, quando a cárie se desenvolve na superfície de mastigação do dente, é mais fácil de percebê-las por conta das erosões causadas na estrutura dental.

No momento em que você identificar que possui cárie ou apenas tem suspeitas, é essencial ir ao dentista 24h para que ele consiga analisar corretamente para, então, diagnosticar e realizar o tratamento ideal para o seu caso.

Conhecendo os tipos, pode ser mais fácil de identificá-los em sua boca. Eles são três:

Cárie coronária

Esse é o tipo mais comum de cárie, tanto em crianças como adultos. Ela pode ocorrer nas superfícies oclusais (cárie oclusal) ou então entre os dentes (nesse caso, podendo afetar apenas um ou mais dentes). 

Cárie radicular

Esse tipo é mais comum em pessoas mais velhas, uma vez que a medida em que envelhecemos, a gengiva vai se retraindo, deixando a raiz do dente exposta e desprotegida. Como a raiz dentária não possui esmalte, as áreas expostas podem sofrer deterioração rapidamente.

A retração gengival também pode ocorrer em casos de traumas ou quando há uma má oclusão da boca.

Cárie recorrente

Nesse caso, as cáries ocorrem ao redor das coroas e restaurações já existentes por serem áreas que acumulam muita placa bacteriana, sendo mais fácil a ocorrência de deterioração.

Fatores de risco

Todos correm o risco de ter cáries, entretanto, há alguns fatores mais frequentes de ocorrer. O principal deles é a localização do dente. Isso porque os molares e pré-molares (os dentes que ficam localizados na parte de trás da boca) sofrem maior deterioração, exatamente por ser mais difícil de mantê-los limpos do que os dentes da frente.

Outro fator muito importante é a alimentação. Ela é a principal causa da deterioração que ocorre nos dentes, devido às partículas de alimentos que ficam na boca, presas entre os dentes, gengiva e até na língua. Entretanto, não podemos parar de comer, não é mesmo? Por isso, o ideal é ter uma alimentação balanceada, rica em cálcio e vitaminas.

Além disso, é importante evitar comer doces e carboidratos que contenham amido fora das refeições principais. Considerando, é claro, que a higienização bucal irá ocorrer corretamente após a ingestão desses alimentos.

Em qualquer um dos casos, é sempre importante ir à clínica ou ao dentista 24h regularmente para que os profissionais possam realizar o tratamento preventivo, que é um dos mais importantes quando se trata de saúde bucal. 

 

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome