Acroyoga ajuda Karina Oliani a estar pronta para suas aventuras extremas

Atividade contribui com equilíbrio, flexibilidade e força, além de garantir que o aluno treine o controle e a concentração, requisitos tão necessários para quem realiza aventuras de alto risco

0
485
SB post

Posso afirmar que a atividade acalmou minha ansiedade. A Acro me devolveu essa paz de espírito. Ganhei forca, flexibilidade e equilíbrio.

Escalar os maiores picos do mundo, entre eles o Everest pela Face Norte, considerada mais difícil pelos alpinistas, mergulhar em cavernas com grande profundidade e realizar diversas aventuras extremas requer muita força, agilidade, flexibilidade e, talvez a qualidade mais importante de todas, concentração.

A médica, diretora e aventureira, Karina Oliani, que já realizou todos os feitos citados acima, é praticante da acroyoga e conta que sente os benefícios que a atividade lhe proporciona, além de ajudá-la em suas aventuras. “Meu dia a dia é bastante corrido, são diversas gravações com minha produtora, palestras, viagens e aventuras que exigem muito do corpo e da mente. Por isso ingressei na acroyoga”, afirma Oliani.

Ela continua dizendo que a acroyoga a ajuda a recuperar as energias. “A yoga traz concentração. Para praticar a acro é preciso estar 100% presente, tanto em corpo como em alma e pensamento. Me traz um desafio saudável a cada nível que ultrapasso, a cada aula realizada”, explica.

Karina Oliani conheceu a acroyoga por meio de sua educadora física e treinadora há muitos anos, Daniele Balhes, que apresentou Andrews Makino, uma das maiores referências da atividade no Brasil. “Eu já fazia acro com a Dani, sem saber. Durante nossos treinamentos funcionais, no fim da aula, realizávamos acrobacias que requeriam muita força, equilíbrio e flexibilidade”, explica Oliani.

Segundo Daniele Balhes, a prática da acroyoga contribui com os outros tipos de treinos que Karina Oliani pratica. “Dependendo do desafio que Karina vai realizar, montamos um treino específico. A acroyoga vai bem com todos eles, já que proporciona bem-estar físico e mental”, conta ela.

O professor Andrews Makino explica que a arte, como ele chama, trabalha acrobacias com algumas posturas de Yoga, utilizando também técnicas terapêuticas. “Trabalhamos com o autoconhecimento e parceria. Com a acroyoga é possível desenvolver questões relacionadas com a confiança, superação e amor. Além dos aspectos físicos: força, flexibilidade e equilíbrio entre outros benefícios”, finaliza Makino.

Não pense que o acroyoga é indicado apenas por superatletas como Karina Oliani. Segundo o mestre, a arte pode ser realizada por qualquer pessoa e de qualquer idade. A única recomendação é que o futuro aluno tenha uma boa condição física, ou seja, após ter realizado exames de saúde e esteja tudo bem. “Quem possui problemas de coluna ou outros problemas de saúde precisam ter a liberação médica”, finaliza o professor.

“Posso afirmar que a yoga acalmou minha ansiedade. A acro me devolveu essa paz de espírito. Minha forca aumentou, meu equilíbrio, também melhorou minha flexibilidade. Parece que tenho 18 anos de novo (risos). Recomendo”, termina Karina Oliani.

Agradecimento: PUMA
Créditos foto Marcelo Rabelo

Website: http://www.karinaoliani.com.br

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome