Dúvidas sobre como se vestir? Conheça dicas para ficar em sintonia com a moda de forma prática

Soluções que vão desde perguntas-chaves para fazer antes de se vestir a aplicativo colaborativo de moda, ajudam na hora de compor o visual.

0
266
SB post

O Wall Street Journal mencionou, no ano passado, uma pesquisa sobre a importância de se vestir bem para obter sucesso na carreira. O estudo de autoria do “Journal of Experimental Psychology”, apontou que profissionais bem vestidos eram mais competitivos e apresentavam melhor desempenho nas atividades. Já Glória Kalil, uma das maiores especialistas em moda do Brasil, ressalta o seguinte no livro Chic Profissional: “A aparência não substitui competência, mas não há competência que não se beneficie de uma boa aparência”.

Segundo a consultora e empreendedora de moda, Patrícia Kawashima, fundadora do aplicativo Your Best Look (YBLook), devemos fugir do conceito antigo de que é preciso escolher entre ter uma boa aparência ou ser competente e inteligente. “De uma forma geral, muita gente acha que vestir-se bem, ou andar na moda é sinal de futilidade e falta de conteúdo. Mas por que uma pessoa não pode ter todas as qualidades valorizadas pela sociedade e ainda ser bem vestida?”, questiona Patrícia.

Mesmo para quem não é adepto de seguir tendências, o conhecimento de moda é muito mais útil do que se possa imaginar: ele permite otimizar as compras, o espaço no guarda-roupa, melhora a autoestima e reflete quem, de fato, a pessoa é.
“A moda hoje em dia, está ao alcance de todos. E não é necessário se inscrever em um programa de TV, jogar todas as roupas fora e montar um guarda-roupa do zero. É muito mais simples e barato do que isto: você precisa parar para pensar no seu momento de vida”, desmistifica Kawashima.

A consultora indica fazer algumas perguntas antes de escolher a roupa, como por exemplo, este look está de acordo com a minha faixa etária atual? É adequado para a ocasião? Combina com o meu tipo físico, valoriza os pontos positivos ou salienta as imperfeições?

Não queira parecer o que não é

Muitas vezes, quando as pessoas usam roupas que não são apropriadas para a idade, ao invés de passar uma imagem jovial, acabam chamando mais atenção ainda. Por isso, se você passou de uma certa idade, que tal doar aquelas saias curtas, as roupas justas demais e as peças com motivos infantis?
E o mesmo vale para jovens que querem se vestir de maneira muito tradicional, como se tivessem usando as roupas de antigamente, para passar seriedade não precisa exagerar.

Siga o dress code

Que tipo de roupa você usa no trabalho? Esporte fino? Traje mais formal? Mais casual? Um profissional precisa acompanhar os padrões da instituição, mas isto não significa que vai ter que deixar de lado sua personalidade, sempre é possível dar um toque pessoal dentro do estilo estabelecido.
E se, na sua empresa o padrão é casual, lembre-se de que, em reuniões com clientes, é aconselhável apresentar-se de maneira mais formal.

Patrícia explica que é importante fazer uma revisão nos conceitos de tempos em tempos. “Há uma década, era muito comum as mulheres trabalharem de terninho, mas hoje em dia, nem tanto. Então, você vai guardar esses terninhos encostados no armário até quando? Ou mesmo os homens, que usavam mais terno e gravata no passado e, hoje em dia, usam só uma camisa (sem gravata) e uma calça social, já que não vai mais usar gravata, que tal dar uma valorizada na camisa? E se a camisa não vai mais ficar escondida por baixo de um paletó, porque não usar tecidos mais confortáveis, que amassem menos?”, diz.

Quando se trata de moda o estilo pessoal precisa ser respeitado, mas cada ocasião pede um dress code específico. Indo aos extremos, por mais bonito que um biquíni e uma saída de praia sejam, não dá para usar em uma festa de gala. Se fugir muito do padrão, não combina e vai destoar. “Sempre cabe usar o bom senso, ele nunca sai de moda”, ressalta Kawashima.

Outra dica que ela considera fundamental é comprar peças do tamanho certo. Parece óbvio, mas é muito comum as pessoas errarem no tamanho. Em geral, homens compram peças maiores do que o necessário, muitas vezes, pensando que isto disfarça a barriguinha. E, mulheres, compram peças menores do que deveriam, talvez, pensando em emagrecer a curto prazo.

O tipo de material também precisa ser levado em conta: se você está acima do peso, evite tecidos como a malha e prefira os mais estruturados, por exemplo.

Enfim, são muitas possibilidades para você sair da monotonia sem errar no visual. Até mesmo um look básico, mas se bem ajustado (bom caimento, boa combinação de cores ou acessórios) pode render muitos elogios. E, afinal, se as pessoas estão dispostas a elogiar, é por que elas sempre repararam na forma como os outros se vestem.

Tecnologia a favor da moda

Acertar no look é um exercício diário e implica também em erros. Até mesmo a pessoa mais elegante e segura fica em dúvida, de vez em quando, sobre o que vestir e comete alguns deslizes.
A melhor forma de acertar é praticando, vivenciando a moda no dia a dia e compartilhando experiências. E a tecnologia pode favorecer esta troca de informações, hoje já é possível utilizar o aplicativo de moda gratuito, Your Best Look, para postar fotos com looks e receber feedbacks dos usuários sobre o seu visual.

Você pode montar looks com as roupas que já têm para decidir se continuarão no seu guarda-roupa, ou se deverá se desfazer delas. Também é possível tirar fotos quando for comprar roupas novas e pedir o conselho sobre as peças que escolheu para levar. E ainda, quando estiver montando seu look para aquela ocasião especial, como por exemplo, uma entrevista de emprego, quando for convidado para palestrar, jantar na casa da sogra pela primeira vez, ou ir a um casamento.

Através do aplicativo é possível identificar cada peça do visual para que os outros usuários avaliem uma por uma. E para ser mais efetiva a avaliação, tem espaço para indicar em qual ocasião você vai utilizar aquele look.

“Quem nunca ficou em dúvida em relação a qual roupa usar e teve receio de perguntar para os mais próximos porque eles poderiam não ser sinceros para não magoar?
Em moda, temos que ser flexíveis, nem sempre estamos certos o tempo todo, uma opinião de fora é sempre bem-vinda. Nada melhor do que avaliar diversas opiniões, considerar as opções e se vestir com segurança e satisfação”, comenta Patrícia.

Website: http://www.yblook.me/

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome