Nutricionista ensina a identificar e controlar a compulsão alimentar

A compulsão alimentar é um distúrbio químico muito comum que afeta o sistema que regula nossa capacidade de distinguir fome e saciedade.

0
267
SB post

Este é um transtorno delicado que faz com que as pessoas experimentem uma necessidade de comer o tempo todo, mesmo quando estão sem fome. Onde a pessoa ingere uma grande quantidade de alimentos em curtos intervalos de tempo, muitas inclusive sentem desconfortos gástricos após a crise em suas refeições.

Com a sociedade cada vez mais depressiva e ansiosa, esse problema tem sido vivenciado por pessoas de todos os gêneros, idades e classes sociais.

O processo é complexo e tende a se tornar um problema muito maior se não for tratado adequadamente, explica a nutricionista Angela:

“Muitas pessoas, em especial crianças e mulheres, encontram na comida uma fuga ou conforto diante uma situação de estresse, e esta relação equivocada com os alimentos gera um prazer momentâneo ou uma relação afetiva com o alimento. Isso acontece, porque a sensação provocada pela comida faz com que nosso cérebro (sistema límbico), sinta-se recompensado, aumentando a motivação e fazendo com a que a pessoa coma muito mais”.

Vários estudos apontam que o distúrbio da compulsão alimentar está associado com a produção exagerada do hormônio cortisol ou “hormônio do estresse”.
O cortisol se produz em nossas glândulas suprarrenais e é liberado no organismo sempre que o nosso cérebro identifica que precisamos nos sentir melhores diante de muito estresse e sobrecarga emocional.

Sinais de atenção para compulsão alimentar:

Você deve ficar atendo quando você ou seu familiar:
Comer de madrugada ou atacar a geladeira
Consumir grandes quantidades de alimento até ficar empanturrado
Buscar alimentos muito calóricos após situações de estresse
Comer rápido demais e em intervalos curtos de tempo
Estocar alimentos em sua bolsa de escola ou gaveta do trabalho
Não ter paciência para aquecer a comida e acabar ingerindo alimentos gelados.
Fazer combinações pouco convencionais de produtos doces e salgados, em geral muito calóricos.

Colocar pedaços de comida muito grandes na boca e não mastigar corretamente
Após um episódio de compulsão, se sente triste, culpado e com medo.

Tratamento da compulsão alimentar:

Especialistas não falam em cura para esse distúrbio, mas apontam algumas boas práticas para controle que envolve mudança de estilo de vida, sem privação de sono, uma programação de alimentação e organização diária.

Existem diversos alimentos naturais que ajudam a controlar este forte desejo, saber dosa-los da maneira correta é o segredo para se manter saudável e controlado.

“Muitas participantes de meu programa alimentar se queixam desse vicio em alimentos e de suas compulsões alimentares, meu primeiro passo e dar a pessoa uma sensação de controle, mostrando que com a combinação de alimentos certos é possível vencer este desejo”, conta Angela sobre a primeira fase de seu programa de emagrecimento, Mania Detox.

“Após a participante perder todos quilos que deseja, eu ensino a controlar esta compulsão por toda vida e a manter um equilíbrio em seu corpo, eu considero esta parte da manutenção a mais importante”, ressalta a nutricionista.

Para saber mais sobre o programa de emagrecimento da especialista, basta digitar Programa Mania Detox de Angela Faustin no Google.

Informações de Contato:
Nome: Dra. Angela Maria Faustin de Jesus
E-mail: angelafaustin@doutornatural.com.br
Telefone e WhatsApp: (043) 99116-1294

Website: https://maniadetox.com.br/

Conheça o portal de anúncios Será que Tem?

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome