Estado de SP entrega Penitenciária Feminina de Guariba

Com capacidade para abrigar 840 reeducandas, pavilhões têm área para amamentação e atividades esportivas, além de pátio descoberto

0
989
Penitenciaria Feminina de Guariba
SB post

O governador Geraldo Alckmin inaugurou, na quarta-feira (28), a Penitenciária Feminina de Guariba, no interior paulista. O espaço possui área construída total 17 mil m², com capacidade para abrigar 840 reeducandas, sendo 732 no regime fechado e 108 no semiaberto.

O empreendimento tem o objetivo de atender a demanda de vagas prisionais e melhorar as condições de segurança pública. O investimento no projeto é de R$ 70,9 milhões e foi concluída pela empresa Incorplan Engenharia Ltda.

“Hoje estamos inaugurando mais uma penitenciária, feminina, de número 169, feita especialmente para mulheres, projetada para mulheres. Tem a parte de creche, lactário. Nós não temos tantas presas, dos 230 mil, praticamente, presos do sistema prisional paulista, 95% são homens, mas 5% são mulheres. Então, pra essas são projetadas especificamente, que é o caso aqui de Guariba, vai atender toda a região. É um trabalho importante, não tem boa segurança pública se não tiver um bom sistema penitenciário”, avaliou Alckmin.

A penitenciária está situada fora do perímetro urbano, no município de Guariba, na Rodovia Brigadeiro Faria Lima. Os novos estabelecimentos femininos da Secretaria da Administração Penitenciária são os primeiros construídos respeitando as particularidades e necessidades das mulheres, principalmente ligadas à saúde.

Adaptações

A medida é inédita, tendo em vista que os complexos mais antigos funcionam em prédios masculinos adaptados. Essa é a sexta unidade feminina do Plano de Expansão do Governo do Estado construída nesses moldes.

Os pavilhões têm área específica para amamentação e atividades esportivas, além de pátio descoberto com palco multiuso (por pavilhão), áreas de convivência e visita, com playground, praça de areia, minicampo de futebol e salas para atividades educativas de reeducandas com os filhos: brinquedoteca, videoteca e oficina cultural.

A unidade também conta com estação de tratamento de esgoto. O projeto foi concebido com pavilhões de trabalho, serviços, área de saúde e visita íntima, todos com sistema de rampas de acessibilidade a portadores de mobilidade reduzida e banheiros acessíveis.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome