Mercado Latino abre as portas para novas tecnologias em máquinas agrícolas

As exportações para países da América Latina e Central têm sido um caminho que transforma o Brasil em um hub comercial para várias marcas de máquinas agrícolas. Gradativamente a novata neste mercado, LS Tractor, está construindo sua performance neste cenário.

0
213
SB post

“Aos poucos vamos conquistando os mercados para os quais a fábrica brasileira foi construída e creio que em breve, estaremos em outros países”, assinala Rorato.

• México e Equador estão na pauta de negócios da fabricante LS Tractor

A vinda de delegações do Equador e do México na fábrica brasileira da LS Tractor, fabricante de tratores e plantadoras sul-coreana, consolidou negociações que estavam em curso desde o ano passado, segundo informa o diretor comercial da empresa, André Rorato. O mercado externo, em especial da América do Sul, Central e México, tem sido um dos focos de atuação comercial da empresa com o objetivo para fortalecer a produção da fábrica brasileira. A nomeação da rede de distribuidores no México demonstra a força da marca neste mercado, que tem grande potencial e fortes concorrentes.

Rogélio Wall, da FMW distribuidora, do departamento de Chihuahua, norte do México, região de produção de milho, trigo e maçãs, afirma que buscaram na LS Tractor, um produto com tecnologia avançada e uma empresa consolidada no mercado. “Mesmo nova no México, os tratores que levamos já foram aprovados por nossos clientes e vemos com grande potencial a comercialização de toda a linha de tratores da LS”, afirma, acrescentando que o modelo que deve ter mais venda é o de 60 cv.
Outro mercado aberto pela fabricante sulcoreana foi o do Equador. A delegação equatoriana veio em busca de qualidade e tecnologia ao fechar o acordo de distribuição com a LS Tractor. O forte Grupo JW atua na área de biotecnologia e está expandindo seus negócios, agora com foco em mecanização agrícola. Segundo informa o gerente para exportação América Latina, Gerardo Tisera, o produto mais vendido é o modelo U60 com e sem cabine e o P100 nas regiões de produção de milho. “Já enviamos, no mês passado cerca de 50 tratores, para início das operações”, afirma.

André Rorato lembra, que além da abertura deste mercado a LS Tractor já tem operações comerciais com o Uruguai e na África, atuando em Angola, Moçambique, Nigéria e Zimbabue. “Aos poucos vamos conquistando os mercados para os quais a fábrica brasileira foi construída e creio que em breve, teremos novidades com novos países em nosso portfólio”, finaliza.

Website: http://www.lstractor.com.br

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome