Projetos estruturais da ponte sobre o Rio São Jorge e viaduto estão concluídos em Santos

0
1719
SB post

Os projetos executivos de duas grandes obras previstas no Programa dos Corredores de Ônibus e da Entrada de Santos estão prontos e permitem a preparação dos pacotes licitatórios.

Assim o município sai na frente e promove a sua parte na melhoria do acesso à Cidade: a ponte sobre o Rio São Jorge e o viaduto de interligação entre as avenidas Martins Fontes e Nossa Senhora de Fátima.

Estudos minuciosos e detalhados, os projetos foram desenvolvidos pela Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), com acompanhamento de técnicos da Prefeitura. O esforço conjunto promoveu o aprendizado e especialização municipal nas discussões técnicas de sua definição. As obras integram o conjunto de viários projetados para execução pelo município, Estado e União.

O programa dos Corredores de Ônibus, investimento de R$ 291 milhões, tem financiamento aprovado pelo Ministério das Cidades, dentro do PAC-Transportes, com obras de infraestrutura viária para melhorias de mobilidade urbana. Todo o material será encaminhado para análise da Caixa Econômica Federal, visando a liberação de recursos.

DETALHAMENTO

Contratada por meio de um convênio entre a Secretaria de Logística e Transportes do Estado e a Codesp, a Dersa entregou em novembro do ano passado os pacotes preliminares destas obras de arte, contendo elementos técnicos que permitiam à Prefeitura analisar e precificar as obras, Etapa 3 das intervenções da entrada da Cidade. Mas os procedimentos técnicos necessários para liberação dos recursos, por meio do financiamento aprovado, envolvem definição apurada de quantitativos de materiais e serviços. Por isso, atendendo à solicitação da Prefeitura, a Dersa elaborou os projetos executivos de todos os elementos estruturais, incluindo memórias de cálculo para verificações.

Área onde será construído o viaduto de interligação entre as avenidas Martins Fontes e Nossa Senhora de Fátima

Área onde será construída a ponte sobre o Rio São Jorge

ENTRADA DA CIDADE – ETAPA 3

OBRAS DE ARTE (construções que exigem grande especialização)

Viaduto N. Sra. de Fátima x Martins Fontes
395 m de extensão e 3,9 mil m² de área
Projeto com 111 desenhos e 19 documentos técnicos (861 páginas)
Ponte sobre o Rio São Jorge (2 ramos)
Ramo A – 710,6 m de extensão e 5.725 m² de área
Ramo B – 443 m de extensão e 7.385 m² de área
Projeto com 318 desenhos e 49 documentos técnicos (3.341 páginas)

Licitação da Etapa 2 caminha para a conclusão

A Prefeitura está finalizando a licitação da Etapa 2 da remodelação viária da entrada da cidade, que consiste em intervenções na região dos bairros do Bom Retiro, Saboó e Chico de Paula. A conclusão dos procedimentos administrativos vai permitir a contratação das obras da Avenida Nossa Senhora de Fátima, entre a ponte da Rua Júlia Ferreira de Carvalho e Rua Itanhaém. “Neste trecho será construída uma parte da ciclovia que ligará esta via à Avenida Martins Fontes”, diz o arquiteto Wagner Ramos, gerente dos Projetos da Entrada da Cidade e Corredor de Ônibus Centro-Zona Noroeste. O restante a ser executado entrará na Itanhaém, seguirá por três quadras até a Rua São Sebastião e fará o percurso de quatro quadras até alcançar a Martins Fontes”.

A intervenção inclui uma nova rede de drenagem da Avenida Nossa Senhora de Fátima, com bocas de lobo, caixas e dutos de 1.500 mm de diâmetro em material PEAD (polietileno de alta densidade). E as mesmas melhorias da Etapa 1: pavimentação, novos passeios, iluminação, embutimento de dutos de telecomunicações e modernos pontos de ônibus e lixeiras. Também fazem parte desta etapa a ligação entre a Avenida Jovino de Melo e a futura rotatória da ponte, formando assim o princípio da Avenida Beira Rio. A estimativa de início das obras é para dezembro. A Etapa 2 prevê investimento de cerca de R$ 51 milhões.

ENTRADA DA CIDADE – ETAPA 2, EM LICITAÇÃO   
Repavimentação e adequação de corredores de ônibus na N. Sra. de Fátima, desde a Julia Ferreira de Carvalho até a Rua Itanhaém, com novas redes de drenagem neste trecho. Pavimentação das ruas Ana Santos e Boris Kauffmann, preparando-as para futuros desvios de trânsito das obras do viaduto.
Pavimentação da Rua Pastor João Wesley, ponte de veículos na Rua Pedro Paulo Di Giovani com canal da Rua Roberto de Molina Cintra e pavimentação da Rua Pedro Paulo Di Giovani, preparando desvios da obra da ponte da Rua Julia Ferreira de Carvalho.
Pavimentação das Ruas Julia Ferreira de Carvalho e Zelnor Paiva Magalhães como acessos a futura ponte sobre o rio São Jorge e via Beira Rio.
Construção e ampliação de nova ponte da Rua Julia Ferreira de Carvalho com a Av. N. Sra. de Fátima.
Construção de via Beira Rio e ligações viárias da rotatória da ponte sobre o rio São Jorge.
Construção de ciclovia neste trecho, a ligação da ciclovia pela Rua Itanhaém e Rua São Sebastião, até a Avenida Martins Fontes. 

Primeira etapa de obras deve ser concluída até o final do ano

Intervenções viárias para melhoria da mobilidade urbana na entrada da Cidade, as obras da Etapa 1, sob responsabilidade da Prefeitura, estão 75% executadas. Com gerenciamento da Secretaria de Infraestrutura e Edificações, a estimativa é que sejam concluídas até o final do ano. Para tanto já foram investidos cerca de 24 milhões de um total de 41 milhões previstos. Consistem em pavimentações de vias na Região Central Histórica – Centro e Valongo -, e de vários bairros da Zona Noroeste que vão beneficiar mais de 120 mil moradores de 12 bairros.

Além de sarjetas, meios fios, calçadas, sinalizações, acessibilidade, pontos de ônibus e nova iluminação com luminárias LED; e reformulações e implantações de ciclovias existentes. Vias como as avenidas Jovino de Melo, Manoel Ferramenta Júnior, Nossa Senhora de Fátima (entre a divisa de Santos com São Vicente e a Rua Julia Ferreira de Carvalho), Martins Fontes (entre o cemitério da Filosofia e a Travessa João Cardoso), Visconde de São Leopoldo, e muitas outras, consideradas como corredores de linhas de ônibus, já receberam melhorias.

ENTRADA DA CIDADE – ETAPA 1 – MELHORIAS EM 18 KM POR TRECHOS
1º trecho – Ruas Mário Graccho, Francisco Meira, Ada Campanini, Lucas Junot, Professor Laurindo, Manoel Ferramenta Junior, Cristiano Solano, José Dias de Moraes, Amadeo Barbielini, Pedro Rocha; avenidas Jovino de Melo, Hugo Maia, Afonso Schmidt e Álvaro Guimarães; e Praça José Lopes
2º trecho – Av. Nossa Senhora de Fátima (entre divisa de Santos e R. Julia F. de Carvalho)
3º trecho – Avenidas Visconde de São Leopoldo, Getúlio Vargas, Martins Fontes (entre Cemitério da Filosofia e Trav. João Cardoso) e R. Visconde de Embaré

 

Avenida Jovino de Melo reurbanizadas, com ponto de ônibus novo. Ônibus se aproxima do ponto. É possível ver árvores ao longo da via. #pracegover

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome