Posto volante vai vacinar contra febre amarela em Itaquera nesta sexta-feira

Vacinação segue em cerca de 80 unidades de saúde do município no feriado de Tiradentes, sábado (21), para ampliar a cobertura vacinal

0
220
Foto: Governo do Estado de SP
SB post

Nesta sexta-feira (20), quem passar pelo Poupatempo de Itaquera, ao lado da estação Corinthians-Itaquera do Metrô, também poderá receber a dose da vacina contra a febre amarela. A ação acontece das 10h às 16h e faz parte da estratégia da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de São Paulo para ampliar a cobertura vacinal na cidade, facilitando o acesso à vacina. Nesta semana, a secretaria instalou postos volantes em estações do Metrô e da CPTM. Entre segunda (16) e quinta-feira (19), foram aplicadas mais de 15 mil doses em nove estações do Metrô e na estação Guaianases, da CPTM.

Também neste sábado (21), feriado de Tiradentes, cerca de 80 postos de saúde do município funcionarão em esquema de plantão, para a aplicação da dose contra a febre amarela. Quem ainda não foi vacinado, pode comparecer a uma das quase 80 unidades que estarão abertas em toda a cidade, portando documento de identificação e, se possível, carteira de vacinação e cartão SUS. A lista com os locais e os horários de funcionamento pode ser acessada neste link 

Desde março, a aplicação da dose acontece em todas as unidades de saúde de São Paulo e a SMS recomenda a todos que ainda não se protegeram contra a doença a procurarem a unidade de saúde mais próxima de sua residência ou local de trabalho. O objetivo da pasta é imunizar 95% da população de São Paulo. Até o momento, apenas 6.416507 de pessoas receberam a dose, o que representa 54,9% do público-alvo. Entre as regiões, a Norte continua com a maior cobertura, com 85,7%, seguida da Sul, com 66,9%, Oeste, com 53,8%, Leste, com 38,9%, Sudeste, com 37,9%, e a Centro, menor índice do município, com 18,1%.

 “A campanha está prevista para terminar em 30 de maio, mas ainda temos uma boa parcela da população que não se protegeu contra a febre amarela. Por isso, é importante que as pessoas que se enquadrem neste perfil procurem nossas unidades, já que a vacina é a principal ferramenta para evitar o aumento dos casos da doença”, afirma o secretário municipal da saúde, Wilson Pollara.

A campanha contra a febre amarela começou em setembro do ano passado na zona Norte da capital e foi ampliada gradativamente, priorizando as áreas de maior vulnerabilidade. Desde março deste ano, a medida cautelar foi estendida para todos os 96 distritos do município.

 É importante lembrar quer a vacina contra a febre amarela não é indicada para crianças menores de 9 meses de idade, gestantes, mulheres amamentando crianças com até 6 meses e pacientes com imunodepressão de qualquer natureza, com neoplasia (câncer), com HIV, em tratamento com drogas imunossupressoras (corticosteroides, quimioterapia, radioterapia, imunomoduladores) e submetidos a transplante de órgãos. Em caso de dúvida, é importante consultar o médico antes de se vacinar.

Conheça o portal de anúncios Será que Tem?

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome