Detalhes ajudam a comprar o órgão eletrônico mais adequado para sua necessidade

Muitos iniciantes no estudo musical compram seus primeiros instrumentos errados, com funções que provavelmente não usará.

0
500
SB post

Por não possuírem conhecimento suficiente, muitos iniciantes no estudo musical compram seus primeiros instrumentos errados, pois acreditam fielmente nas recomendações dos vendedores, que na maioria das vezes estão interessados apenas em vender o produto mais caro da loja sem focar na real necessidade do cliente. Isso faz com que acabem comprando um item muito grande, com funções que o aluno provavelmente não usará. No caso de pessoas que querem comprar um órgão eletrônico a situação não é diferente, a Tecla Som , loja e fabricante de instrumentos musicais, aconselha: “é importante prestar atenção nos detalhes como as funcionalidades que mais usa, tamanho e qualidade do som para escolher o instrumento que mais combina com o estudante”.

Os órgãos eletrônicos não possuem faixa de idade para serem tocados e assim como qualquer instrumento, podem ser tocados por crianças, adultos e idosos, desde que sigam as instruções de manuseio. Como há uma grande variedade de modelos de órgãos eletrônicos disponíveis no mercado, é difícil saber qual o instrumento se encaixa melhor no perfil do aluno. É importante saber alguns detalhes que ajudarão a realizar uma melhor compra.

Existem três tipos de órgãos eletrônicos, os simples, os de nível intermediário e os avançados. Os modelos mais simples ou student são indicados para os que pretendem começar os estudos e procuram por um produto de baixo custo. Neste caso as principais diferenças estão no tipo da madeira usada, com espessura de 15, 18 ou 25 mm, características de montagem, quantidade e qualidade dos alto-falantes, comprimento, altura, largura do gabinete e móvel em lateral única ou bi partidos, que são mais compactos.

Os órgãos eletrônicos de nível intermediário geralmente são acompanhados de um móvel com alto padrão de acabamento, espessura da madeira de 25 mm, visor LCD com iluminação, dois alto-falantes, entrada para fone de ouvido, saída para caixa amplificada, timbres fiéis de flautas, banco de sons prontos, oitavador, transpositor, ritmos com metrônomo e dois canais de amplificador, o que deixa o som mais potente e limpo para uso intermediário profissional.

Os órgãos de nível avançado permitem que o organista consiga regular os parâmetros do vibrato, sustain, attack, reverb, touch dos teclados, tremolo/Leslie, que geralmente possuem volumes individuais para cada seção, visor LCD interativo, memórias de simples edição, teclados e pedaleiras com mais notas, tipo de móvel maior que o habitual com função desmontável, caixa acústica independente entre outras características para garantir a melhor qualidade na execução de suas partituras prediletas.

Especialistas recomendam que os instrumentos sejam instalados em salas e quartos devido seu acabamento em madeira, além desses cômodos possuírem uma acústica melhor para os itens. “Embora sejam resistentes a riscos e a gordura, contém materiais plásticos que podem ser danificados com mais facilidade com o passar do tempo caso estejam próximos de lugares úmidos ou inapropriados. Por isso não é recomendado que os deixem em cozinhas ou locais úmidos como a área de serviços”, completa a loja.

Website: http://www.teclasom.com.br/

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome