Central Nacional Unimed tem selo ouro em programa de qualificação de operadoras da ANS

O Programa de Acreditação das Operadoras de Planos de Saúde foi criado pela agência regulador (ANS)

0
280
SB post

A estimativa do faturamento total da operadora em 2017 é R$ 5,1 bilhões

A Central Nacional Unimed pertence, a partir de agora, a um seleto grupo – integrado por apenas 4% das operadoras de planos de saúde no país – com qualidade atestada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) no nível I. “O nível ouro da Resolução Normativa 277, da ANS, comprova o que nossos clientes, beneficiários e parceiros já sabiam na prática: a excelência da CNU na gestão da saúde suplementar”, comemora Alexandre Ruschi, presidente da Central Nacional Unimed.

O Programa de Acreditação das Operadoras de Planos de Saúde foi criado pela agência reguladora. Inédito no Brasil, é inspirado em modelos internacionais de comprovada eficácia.

“O ano começou muito bem, com os resultados positivos do balanço da CNU e com esta acreditação que premia os esforços de nossa equipe, com apoio da Fundação Unimed e Unimed do Brasil”, salienta Ruschi.

A estimativa do faturamento total da operadora em 2017 é R$ 5,1 bilhões; R$ 60 milhões de resultado operacional, e R$ 133 milhões de resultado líquido, o melhor da sua história. Para 2018, a projeção é faturar R$ 5,6 bilhões, aumentar 83% do resultado operacional (R$ 109 milhões) e 10,6% (R$ 147 milhões) do líquido. “Viramos o jogo porque ajustamos processos, cortamos despesas e renegociamos contratos”, explica Ruschi.

Ele assumiu a presidência da Central Nacional Unimed em abril de 2017, e vem priorizando a qualidade da gestão, sustentabilidade financeira e a migração do modelo assistencial para Atenção Integral à Saúde, com foco no relacionamento duradouro entre o médico, sua equipe e o paciente.

A CNU investirá R$ 39 milhões em tecnologia da informação ao longo deste ano, com foco em projetos para tornar a cooperativa cada vez mais digital, como a modernização da Central de Atendimento e inovações em sistemas.

“Queremos melhorar o acesso dos clientes à CNU por meio de plataformas que os aproximem do seu plano de saúde, bem como facilitem o atendimento e a busca por informações. A tecnologia otimizará os processos à realidade dos beneficiários de hoje, que têm o mundo na palma da mão. É mais uma das formas de cuidado e acolhimento do Sistema Unimed”, completou Ruschi.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome