Livro ajuda pais a melhorar a alimentação e saúde dos seus filhos

Livro “Pais Inteligentes, Filhos Saudáveis”, do médico nutrólogo Alexander Gomes, ajuda pais a melhorar a alimentação e saúde dos seus filhos. O adulto saudável no futuro depende também da boa alimentação hoje.

0
251
SB post

“Pais Inteligentes, Filhos Saudáveis”, do médico nutrólogo Alexander Gomes, de Azevedo, ensina que uma boa alimentação ajuda a criança no comportamento, concentração memória e aprendizado

O aumento no consumo de alimentos industrializados e “vazios” que são ricos em calorias e pobres em nutrientes, aliado a diminuição no consumo de alimentos integrais, frutas, verduras e óleo de peixe, são os responsáveis pelo aumento da obesidade e de doenças entre crianças. Com pequenas mudanças nos hábitos alimentares e de vida desde os primeiros anos, podemos prevenir a obesidade e doenças futuras, além de estimular o desenvolvimento cerebral das nossas crianças.

O excesso de peso e a obesidade afetam mais de um bilhão de pessoas no mundo, destas, aproximadamente 90 milhões são brasileiros. Entre crianças e adolescentes a obesidade cresceu 239% no Brasil nas últimas décadas.

O erro alimentar na infância pode gerar doenças graves a curto, médio e longo prazo

Segundo pesquisa do IBGE divulgada em 2010, aproximadamente 33,5% das crianças entre 5 e 9 anos de idade estão acima do peso e esse número aumenta a cada ano. O mais preocupante é que mais de 25% destas crianças com excesso de peso estão em processo de desenvolvimento de diabetes tipo 2 e dentro desta percentagem mais de 60% das crianças exibem sinais precoces de doenças cardiovasculares. Além disso, mais de 70% das crianças com excesso de peso, poderão se tornar adultos obesos, com todos os problemas de saúde, física e mental que esta doença traz.

É muito importante os pais terem em mente que mais de 99 % das crianças “gordinhas” não apresentam nenhum distúrbio hormonal, o maior problema do excesso de peso está no erro alimentar e no sedentarismo. Os pais devem agir rápido, detectado o problema, deve-se iniciar imediatamente um tratamento completo para combater a obesidade, incluindo uma dieta alimentar equilibrada e rica em nutrientes, horários fixos para as refeições, atividades físicas e eventualmente tratamento de problemas emocionais, quando se percebe compulsão alimentar.

Muitas pessoas me perguntam de quem é a culpa pela obesidade infantil, os pais que não impõe regras e limites alimentares aos seus filhos ou a escola que geralmente não disponibilizam alimentos mais saudáveis em suas cantinas. Na minha opinião o grande culpado é a falta de informação e conhecimento sobre alimentação infantil e a importância que os nutrientes exercem sobre a saúde e o peso das crianças.

Várias pesquisas nacionais e internacionais revelaram que uma alimentação rica ou suplementada com ômega-3, vitaminas e minerais pode ajudar crianças a emagrecer e melhorar o comportamento, concentração, aprendizado e memória.

O que existe em comum entre crianças desnutridas, obesas e de peso normal?

Uma carência ou deficiência de nutrientes como: ômega-3, ferro, cálcio, selênio, cromo, zinco, magnésio, vitaminas B, D, E, C e A, entre outros, é o que estas crianças têm em comum.
A “fome oculta” definida como carência de um ou mais micronutrientes, afeta uma em cada quatro pessoas no mundo. No Brasil, pesquisas recentes demonstraram que a fome oculta afeta 100% da população, atingindo todas as classes sociais.

Cabe aos pais proporcionar a ingestão adequada de ômega-3 (óleo de peixe) e demais vitaminas e minerais aos seus filhos, seja por alimentos ou suplementos.

QUEM AMA NÃO MATA

Eu acredito firmemente que os pais tenham um amor incondicional pelos seus filhos e que eles jamais permitiriam que ninguém os machucasse, principalmente eles próprios. Porém o que nós vemos hoje em dia é que os pais estão literalmente “matando” lentamente os seus filhos, ao permitir a compra e o consumo indiscriminado de alimentos “vazios” ricos em açúcar, sal e farinha refinada, ao invés de alimentos mais saudáveis.

A proposta deste livro é que os pais conheçam mais profundamente os nutrientes contidos nos alimentos e sua importância para a manutenção da saúde em todas as faixas etárias. Com este conhecimento, poderão enfim educar seus filhos para que se alimentem melhor e cresçam mais inteligentes e saudáveis.

Pais Inteligentes, Filhos Saudáveis
Dr. Alexander Gomes de Azevedo
Editora Novo Século

Website: http://www.dralexander.com.br/

Conheça o portal de anúncios Será que Tem?

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome