O cancelamento de campeonatos essenciais para quem precisa deles

0
44
O cancelamento de campeonatos essenciais para quem precisa deles
SB post

Estamos falando dos atletas paralímpicos que se utilizam dos esportes para aliviar suas dores.

A pandemia tem afetado milhares de pessoas no mundo inteiro. Estamos tentando voltar à vida normal há mais de um ano, e a cada dia que passa, parece mais um sonho distante, do que uma realidade próxima.

Os cidadãos foram proibidos de circular, especialmente idosos, pessoas mais velhas e com comorbidades (com uma ou mais doenças ao mesmo tempo). Tudo isso para evitar o adoecimento.

Só que a pandemia trouxe um outro lado da questão do isolamento social. É preciso lembrar que a atividade física é essencial para quem se utiliza dela para amenizar suas dores.

Muitas pessoas foram afetadas pelo isolamento social, mas nesta matéria, queremos dar visibilidade para um outro lado da pandemia: os atletas paralímpicos!

Afetado pela pandemia

Afetado pela pandemia

Muitos atletas entram neste território para amenizar suas dores, e encontrar um novo significado para a suas vidas. É no esporte que as pessoas buscam superar e vencer obstáculos.

E uma dessas pessoas é o paratleta Jaime Ruiz de 52 anos, (1º Paratleta Masculino de Karatê, na Categoria Cadeirante a trazer Medalha de Ouro Panamericano para o país), que tem utilizado do Parakarate, há 11 anos para amenizar as dores que sente devido a uma lesão medular seguida de paraplegia.

Tendo participado de 14 campeonatos durante esses anos, Jaime Ruiz viu no esporte uma chance de recomeçar. “O esporte me estendeu a mão em 2010. O Karatê apareceu em minha vida sem nenhum aviso prévio”.

E Jaime completa: “Me esforço e me dedico muito para chegar ao meu objetivo que é divulgar o karatê para quem precisa ser incentivado ou até mesmo para quem desistiu de enfrentar a vida por causa de suas barreiras”, declara o paratleta.

Com o agravamento da pandemia, as classificatórias para o Campeonato Brasileiro de 2021 e o Campeonato Pan-Americano Sênior foram cancelados. Jaime Ruiz comunicou em suas redes sociais que sente falta das competições, mas que continuará treinando para quando puder competir novamente.

O momento nos pede calma, devemos nos manter em casa, nos cuidar e também apoiar aqueles que estão passando por um momento tão delicado como esse.” Publicou o medalhista.

Jaime sempre foi muito independente e autônomo, participou de campeonatos arcando com os próprios custos, promovendo rifas, recebendo ajuda de amigos, e agora com uma linha de camisetas que ele mesmo criou.

Para pessoas como Jaime, ficar parado não é uma opção! É preciso manter a rotina para não estagnar e ficar com a saúde mais debilitada do que antes. Por isso Jaime Ruiz continua com seus treinos, porém, em casa.

Pensando nesse tipo de indivíduo, que busca no esporte motivação para continuar, e uma forma de diminuir dores crônicas que levam para a vida toda, falaremos dos benefícios da prática do esporte para uma saúde tanto física, quanto mental.

Benefícios do esporte para a saúde

A OMS (Organização Mundial de Saúde) divulgou novas diretrizes sobre a atividade física. No documento é defendido a prática de exercícios físicos para todas as pessoas, em diferentes idades

Ainda é levantado que até cinco milhões de mortes seriam evitadas se a população fosse mais ativa.

Outros estudos mostram que o esporte não traz benefício unicamente para o físico, mas também para a saúde mental. Transtornos mentais como a depressão são amenizados para aqueles que decidem iniciar um esporte.

Com os exercícios físicos é possível fortalecer ossos, articulações, melhorar os movimentos e aliviar a dor, assim como Jaime Ruiz e outros atletas fazem.

Outras maneiras de como o esporte age no cérebro:

  • Aumenta a concentração;
  • Melhora o humor;
  • Estimula a liderança;
  • Reduz o estresse e a depressão;
  • Melhora a confiança;
  • Enriquece a qualidade do sono;
  • Mantém o peso saudável;
  • Ajuda no desempenho escolar.

A importância do esporte paralímpico

Quando falamos da importância do esporte na vida das pessoas, falamos da qualidade de vida delas.

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) tem como objetivo promover o esporte paralímpico. Segundo o CPB, a prática esportiva melhora a capacidade motora, a autoconfiança e também a autoestima do atleta.

Ao desenvolver a capacidade motora, a pessoa tem mais autoconfiança de fazer as coisas, e assim se tornar independente. Pois um dos maiores medos de uma pessoa com deficiência é de não conseguir alcançar a independência.

Quando suas metas são superadas e alcançadas, o praticante ganha autoestima. E assim, consegue ter ânimo para enfrentar os problemas da vida.

“Historicamente, o esporte salvou vidas de pessoas com deficiência, principalmente no processo de reabilitação e, consequentemente, tiveram outros benefícios”. De acordo com o site do comitê.

A parte mais importante para dar continuidade e não desistir, é escolher um esporte no qual se identifique mais.

Foi nos Jogos Paralímpicos de Verão de 2016 que o esporte paralímpico começou a ganhar visibilidade e chamar a atenção do público. O Brasil levou 72 medalhas no total, contra 19 nos Jogos Olímpicos tradicionais do mesmo ano.

Entretanto para os participantes dos jogos paralímpicos, a participação no campeonato não é só uma medalha, mas vem regado de valores, sonhos, metas, inclusão, acessibilidade e representatividade.

Mostra que limites podem ser superados e que ter uma limitação não é o fim, mas sim um recomeço.

Os benefícios do Karatê

Os benefícios do Karatê

Nesta parte do texto, mostraremos as razões pelas quais o atleta Jaime Ruiz optou por seguir esse esporte.

O Karatê chegou ao Brasil junto com os imigrantes japoneses por volta de 1908. A técnica foi se desenvolvendo e atualmente muitas pessoas – de diversas idades e gêneros – buscam academias de lutas para aprender essa técnica para desenvolver bem-estar físico e mental.

Por isso ele é indicado e até mesmo recomendado para todas as idades. Por exemplo:

O Karatê na fase infantil

Como os movimentos são rápidos é necessário ter atenção em todos os detalhes para que a execução seja feita de maneira correta.

Por isso que o Karatê é importante para as crianças, pois ensina a ter disciplina, a manter o foco e a concentração, além de desenvolver a paciência.

Qualidades muito importantes para todas as fases da vida, porém, quanto mais cedo forem desenvolvidas, melhor para os pequenos.

O Karatê na adolescência e na vida adulta

Já na adolescência o Karatê pode servir para desenvolver o senso ético, social e crítico.

A prática do esporte ajuda muito na parte mental e comportamental. Geralmente, no início das aulas, é feita uma meditação para deixar tudo de lado e concentrar-se apenas nos ensinamentos.

Para os jovens o Karatê contribui para a autoestima, diminui a agressividade – por ser uma fonte de descarga – proporciona relaxamento e colabora com o autocontrole.

Toda essa prática ajuda o participante a desenvolver espírito de liderança, perseverança, compreensão (na hora de resolver os problemas), e até mesmo a corrigir a postura.

Outro fato que pode ser interessante para os jovens e adolescentes é que o karatê pode ser usado como a arte de combate e autodefesa.

O Karatê na terceira idade

Um estudo mostrou que os idosos que praticam o Karatê, tiveram diminuição na perda de memórias e aumento na reação a estímulos visuais. A lembranças de fatos, também ficou mais apurada e a movimentação melhorou muito.

Em uma pesquisa realizada pela PUCRS, uma senhora de 89 anos que tinha dificuldades de caminhar, em três meses já realizava os movimentos de chutes e socos sem grandes dificuldades.

Afinal de contas, praticar Karatê melhora o equilíbrio e agrega força, prevenindo torções e dores nas juntas. Deixando os idosos menos suscetíveis a ferimentos, quedas e desenvolvimento de doenças.

Outras vantagens do Karatê

De uma forma geral, o Karatê ainda tem esses outros benefícios:

  • Faz bem pro coração;
  • Estimula a respiração correta;
  • Fortalece os músculos das pernas e costas;
  • Ajuda a emagrecer;
  • Trabalha o corpo todo;
  • Melhora os reflexos;
  • A mobilidade e a flexibilidade evoluem.

Benefícios do Parakarate para pessoas com deficiências

Além de todos esses benefícios citados acima – que vale para todos, inclusive, pessoas acometidas por doenças como hipertensão, diabetes e osteoporose – o karatê pode ser praticado por qualquer um.

O esporte é excelente para pessoas com deficiências. O Parakarate ajuda a fortalecer ossos e músculos, auxilia no desenvolvimento da coordenação motora e visual, além de criar resistência.

E foi por esse motivo que o paratleta Jaime Ruiz resolveu iniciar essa atividade no parakarate. “Mesmo sentindo dores crônicas, me supero e não deixo as dores e a tristeza me dominarem. Continuo treinando com muita garra e determinação” finaliza o atleta.

Conclusão

Como você acompanhou até aqui, o Karatê serve para todas as etapas da vida. Traz lições e técnicas importantes que podem ajudar a superar tanto problemas físicos, como problemas emocionais.

Não só o Karatê, mas a prática de um esporte é fundamental para uma qualidade de vida muito melhor.

Por isso, busque um esporte que seja a sua cara, e se surpreenda com as mudanças que isso fará na sua vida!

Não esqueça de voltar aqui e contar pra gente como foi!

E você? Pratica algum esporte? Quais foram as mudanças na sua vida depois de começá-lo? Deixe seu relato nos comentários abaixo!

Jaime Ruiz e suas conquistas:

Jaime Ruiz participou de 14 campeonatos e se tornou o 1º Paratleta Masculino de Karatê, na Categoria Cadeirante:

  • A trazer uma Medalha Mundial para o país;
  • A trazer uma Medalha de Ouro Panamericano para o país;
  • Faixa Preta;
  • Federado.

Ficou em 1º lugar na Copa Open Internacional 2020 em Berlin – Alemanha e também em 1º lugar no Campeonato Brasileiro (Open Internacional CBK) 2019.

Jaime participa dos campeonatos por conta própria e está em busca de novos patrocinadores. (Clique aqui para apoiá-lo)

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome