Cuidadores de Idosos: oportunidades de capacitação para cuidadores de idosos e profissionais de saúde

Com o aumento da expectativa de vida, cerca de 30% da população brasileira deve fazer parte do público idoso até 2050, Estimativa do IBGE abre portas para quem busca trabalhar com o cuidado humanizado nesta faixa etária

0
130
cuidador de idoso
SB post

Entre as décadas de 1940 e 2010, a expectativa de vida no Brasil aumentou mais de 30 anos. É o que afirma o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em levantamento que aponta: nascidos em 2016 devem viver até pouco mais que 75 anos. Segundo o instituto, diversas ações de conscientização em todas as idades podem ser apontadas como catalisadoras dessa evolução, como o incentivo ao aleitamento materno, vacinação em todos os públicos de interesse e uma evolução generalizada da medicina moderna.

Um tópico em especial, porém, também possui grande influência junto ao público da terceira idade: o boom da indústria de cuidadores de idosos trouxe, ao mesmo tempo, ótimas oportunidades de emprego e empreendedorismo e grande aumento na oferta de conforto à parcela mais avançada da população. Segundo Melina Castilho Primo Probaos, sócia-proprietária da Home Angels (Unidade Vila Andrade), isso mostra o aumento de demanda pelo profissional que atende à qualidade de vida da terceira idade. Além disso, com a expectativa de vida mais alta, os idosos precisam ser acompanhados e os familiares manterem sua rotina de vida e trabalho.

“O IBGE aponta que, até 2050, cerca de 30% da população brasileira fará parte da chamada ‘terceira idade’”, conta Melina. “Isso evidentemente serve de justificativa para o aumento da demanda de profissionais cuidadores que temos visto ao longo dos últimos cinco ou seis anos”. A especialista ainda explica que esse aumento de demanda deve ser atendido graças ao influxo de pessoas interessadas na capacitação para este setor. “Um cuidador é um profissional de saúde, tanto quanto um médico ou um veterinário – todos eles têm amor pelo que fazem, mas também são munidos do know-how obtido por meio de cursos preparatórios e extensões acadêmicas. Há cinco ou seis anos, esse tipo de educação existia, porém com bem menos distribuição”.

Para ser um cuidador eficaz, segundo Melina, não basta apenas ter o interesse. Para ela, muitas pessoas confundem esse tipo de profissional com empregadas domésticas, sendo que existem detalhes que diferenciam ambas as ocupações: “um cuidador não trata apenas da rotina de uma pessoa mais velha. Cursos preparatórios de qualidade possuem introduções didáticas à legislação pertinente à terceira idade, dietas específicas para este público, interações e abordagens mais eficazes e, evidentemente, primeiros socorros”. O aspecto psicológico traz igual importância, uma vez que, de acordo com a profissional, o cuidador acaba se tornando um confidente do idoso, permitindo-lhe desabafar e compartilhar angústias e alegrias, tratando, assim, de sintomas de depressão.

A seguir, Melina relaciona algumas dicas para em como escolher os cuidadores certos para seu familiar:

  • Dê preferência a empresas especializadas ao invés de cuidadores particulares, pois elas poderão lhe oferecer respaldo na ausência de um cuidador por problemas médicos, além de terem responsabilidade trabalhista e a segurança de serem profissionais que de fato tem experiência para atender a sua necessidade;
  • Cada família necessita avaliar o cuidador certo para sua residência. Ainda que o profissional seja comprovadamente certificado, isso não necessariamente significa que ele será a pessoa melhor pessoa para lhe apoiar. Os cuidados necessários com um idoso – como locomoção e movimentação – requer que o cuidador tenha características e técnicas específicas, e a não verificação dessas características poderá causar problemas de saúde ao cuidador e inclusive ocasionar processos trabalhistas à família;
  • É importante que a empresa contratada realize supervisões na residência do assistido de maneira frequente, para garantir que os cuidados estejam sendo executados e que os treinamentos sejam constantes na casa do idoso;
  • Empresas administradas por profissionais de saúde possuem o diferencial de oferecer treinamento, orientação, técnicas e supervisão correta à família e aos assistidos.

 

Esses cuidados são fundamentais, pois trata-se de cuidados com as pessoas que mais amamos e por isso todo o cuidado é redobrado.

 

Melina Castilho Primo Probaos é sócia-proprietária da Home Angels – Vila Andrade com formação em enfermagem, formada há 14 anos pela Faculdade de enfermagem do Hospital Albert Einstein, onde também possui pós-graduação em Saúde da família e Comunidade. Trabalhou em Hospitais e no Programa Saúde da Família (uma parceria do Albert Einstein com a Prefeitura de São Paulo) por 9 anos e possui premiação emitida pela Sanofi em 2015, publicado na revista Melhores Práticas em Saúde. Escolheu atuar junto à terceira idade por um motivo pessoal: os problemas de saúde vividos pelos seus avós a incentivaram a trabalhar com humanização e excelência com aqueles que necessitam de cuidados especiais. A Home Angels – Vila Andrade facilita a rotina de vida dos seus clientes. Faz supervisão e gestão dos cuidadores para garantir a qualidade adequada do atendimento para o assistido e familiares.

Website: http://www.homeangels.com.br/sp-vilaandrade/

Conheça o portal de anúncios Será que Tem?

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome