Conheça a tecnologia Microambiental de limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios

0
20
Conheça a tecnologia Microambiental de limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios
SB post

limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios deve ser feita periodicamente, tanto em ambientes domésticos quanto em empresas. Caso contrário, a qualidade da água pode ser comprometida, oferecendo até mesmo riscos à nossa saúde.

Entre os problemas mais comuns decorrentes da falta de limpeza nos reservatórios podemos citar:

  • Formação de incrustações e acúmulo de sedimentos nos reservatórios;
  • Alteram padrões de turbidez, cor e sabor da água reservada;
  • Desenvolvimento de agregados de microrganismos, possivelmente patogênicos, chamados biofilmes, os quais podem contaminar a água.

A tecnologia exclusiva da Microambiental se destaca dos métodos tradicionais…

A partir de anos de pesquisa e desenvolvimento, chegamos a uma tecnologia exclusiva que torna nosso serviço de limpeza de caixas d’água e higienização de reservatórios mais eficiente e eficaz. Veja por quê:

MÉTODO TRADICIONAL

Método tradicional
Na imagem deste reservatório é possível ver as incrustrações e sedimentos alaranjados.

TECNOLOGIA MICROAMBIENTAL

Método Microambiental
Imagem do mesmo reservatório, porém higienizado com a tecnologia da Microambiental. O aspecto de limpeza completa é evidente

Método tradicional:

  • Utilização do Cloro como principal biocida não remove os Biofilmes.
  • Reservatório sem higienização adequada, com bastante acúmulo de particulados e incrustações nas paredes e no fundo. Esse leve brilho na imagem demonstra a possível presença de biofilme no local.
  • O excesso de Cloro no sistema pode ocasionar cheiro e gosto desagradáveis na água, além de ser nocivo à saúde.

Tecnologia Microambiental:

  • Solução desincrustante biocida que atuam na desestabilização dos biofilmes e eliminação dos microrganismos garantindo uma água mais saudável.

 

MÉTODO TRADICIONAL

Método tradicional
A imagem deste reservatório mostra a avaria causada pelo hidrojateamento de alta pressão.

TECNOLOGIA MICROAMBIENTAL

Tecnologia Microambiental
Já nesta foto, o funcionário da Microambiental aplica a solução desincrustrante em baixa pressão, mantendo a integridade do reservatório.

Método tradicional:

  • Hidrojateamento em alta pressão pode comprometer o revestimento do reservatório.

Tecnologia Microambiental:

  • Nossos biocidas são aplicados nas superfícies em baixa pressão por meio de nebulizadores. Como não usamos hidrojateamento de alta pressão, garantimos a preservação do revestimento dos reservatórios durante as operações.

 

MÉTODO TRADICIONAL

Método tradicional
Imagem ilustrativa de um técnico utilizando um esfregão para efetuar a higienização de reservatório.

TECNOLOGIA MICROAMBIENTAL

Tecnologia Microambiental
Colaborador da Microambiental aplicando nossa tecnologia de limpeza de caixa d’água e higienização de reservatórios.

Método tradicional:

  • Utilização de esfregões, escovas e buchas demandam mais tempo e esforço do operador.

Tecnologia Microambiental:

  • Ação desincrustante e desinfetante simultânea que conferem maior agilidade e segurança para a operação.

 

MÉTODO TRADICIONAL

Método tradicional
Na imagem deste reservatório de água potável, a parte marrom demonstra que a higienização foi elaborada de maneira inadequada nas regiões mais altas.

TECNOLOGIA MICROAMBIENTAL

Método tradicional
Colaborador da Microambiental aplicando nossa tecnologia de maneira uniformes em todas as superfícies do reservatório.

Método tradicional:

  • Desempenho inferior em regiões mais altas.

Tecnologia Microambiental:

  • Utilizamos varas telescópicas que podem alcançar até 9 metros, assim o produto é aplicado de maneira uniforme em todas as superfícies.

A favor do meio ambiente!

Nossos produtos são biodegradáveis e livres de cloro, por isso não geram compostos pós-desinfecção.

Porque é importante remover os biofilmes das caixas d’água e reservatórios?

Os biofilmes são responsáveis por comprometer os padrões de qualidade da água de consumo, além de serem grandes responsáveis por interferir em importantes processos industriais, tais como: queda de rendimento dos trocadores de calor, entupimento de membranas e filtros, biocorrosão e entupimento de tubulações.

Mas o Cloro não inativa os Microrganismos?

Como as estruturas dos biofilmes são complexas, apresentam resistência a tratamentos antimicrobianos e à maioria dos sanitizantes, como o cloro.

Para remover uma parte significante dos biofilmes utilizando o cloro como biocida, são necessárias grandes concentrações que podem ocasionar cheiro e gosto desagradáveis na água, além de ser nocivo à saúde. Por isso a importância em se utilizar outros métodos de limpeza.

Quer saber mais sobre nossa tecnologia?

Entre em contato conosco e nossos consultores terão o prazer de ajudá-lo(a).

Este texto foi originalmente desenvolvido pela empresa Microambiental.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome