Alunas da Etec Jorge Street (São Caetano do Sul) propõem aplicativo para ajudar bancos de leite

TCC de quatro estudantes de São Caetano do Sul pretende auxiliar na divulgação de campanhas, indicar bancos próximos e intermediar doações Emanuelle de Araújo Alves, Gabriela Bendinskas Goronoski, Giovana Bendinskas Goronoski e Giulia Maia Costa são as criadoras do projeto Amor em Leite

0
260
SB post

Diante das dificuldades enfrentadas pelos bancos de leite materno da Região do Grande ABC para reposição de estoques, quatro alunas do curso técnico de Informática integrado ao Ensino Médio da Escola Técnica Estadual (Etec) Jorge Street, de São Caetano do Sul, decidiram criar um aplicativo para intermediar as doações de mães lactantes.

Desenvolvido como Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) pelas estudantes Emanuelle de Araújo Alves, Gabriela Bendinskas Goronoski, Giovana Bendinskas Goronoski e Giulia Maia Costa, e orientado pela professora Angela Piazentin, o projeto Amor em Leite foi escolhido para receber mentoria gratuita da consultoria Ideias de Futuro.

Também foi selecionado para o programa de pré-incubação do Centro de Empreendedorismo e Inovação Tecnológica (Ceitec) da Prefeitura de São Bernardo do Campo.

Pesquisa

Após a realização de pesquisas de campo no Banco de Leite Humano do Hospital Municipal Universitário (HMU) de São Bernardo, as alunas constataram que muitas mães com excesso de leite não fazem a doação por falta de informação.

“Além de ajudar na divulgação de campanhas e indicar o banco de leite mais próximo, o aplicativo trará uma série de informações, como verdades e mitos para esclarecer dúvidas da população”, explica a aluna Gabriela, de 16 anos, que também pretende disponibilizar na ferramenta um espaço para que as doadoras possam compartilhar suas experiências.

Mentoria

O grupo iniciou neste mês de abril o processo de mentoria com a Ideias de Futuro. As estudantes contam que a interface do aplicativo já está definida e o próximo passo será a programação. “O apoio da consultoria é muito importante para nos ajudar a desenvolver um formato que tenha boa funcionalidade e possa atrair um grande número de novas doadoras”, ressalta Gabriela.

A responsável pela mentoria do projeto é a diretora da Ideias de Futuro, Jaciara Cruz. Ela está otimista com a proposta e destaca o potencial das alunas. “É gratificante ver o esforço das meninas trabalhando a tecnologia para tentar salvar bebês prematuros”, diz. “A iniciativa delas serve de inspiração para que cada vez mais jovens busquem soluções para ajudar o próximo.”

A consultoria também desenvolve uma parceria com o Centro Paula Souza (CPS) e o Google para estimular estudantes de Etecs a criar outros aplicativos de relevância social que possam se transformar em futuras startups por meio do programa Startup In School.

Conheça o portal de anúncios Será que Tem?

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome