Mesmo durante a crise do Covid-19, empresas aumentam seu valuation – entenda por quê

0
56
Mesmo durante a crise do Covid-19, empresas aumentam seu valuation - entenda por quê
SB post

Surpreendentemente (ou não!), os impactos gerados pela Pandemia da COVID-19 também influenciaram na oscilação do valuation de empresas no mundo inteiro. Desde o início de 2020, muitas organizações passaram a viver cenários caóticos: de quedas bruscas de faturamento, altos índices de demissões até mesmo falência.

Mas, neste artigo, a gente mostra o outro lado da moeda: houve empresas que mesmo com todas as dificuldades trazidas pela crise, aumentaram o seu valor de mercado nesse período de crise.

Você já deve ter ouvido falar que mesmo nas situações mais adversas, a moeda sempre terá o lado positivo. E apesar de muitas vezes ser difícil de enxergar, vamos provar que contextos tão difíceis podem sim ser favoráveis.

Aprenda com este artigo e boa leitura!

O impacto do Covid-19 no valuation de empresas e na economia mundial

Perder valor de mercado e reduzir o faturamento são dois riscos que todas as empresas correm. E em muitas situações, as interferências externas são as causas destes problemas. E o impacto do Covid-19 está aí para mostrar isso.

Só em 2020, os pedidos de falências de empresas brasileiras tiveram alta de 12,7%. E foram as micros e pequenas empresas que mais sofreram com a crise, que alcançaram 85% dos pedidos.

Mas, e as grandes?

Não vamos falar de pedido de falência, mas a Petrobrás e a Ambev, por exemplo, compõem o grupo de empresas que não retomaram o seu volume de vendas desde o início da pandemia. 

A Petrobrás, por exemplo, enfrenta as dificuldades impostas pela valorização do dólar e a recuperação do preço do petróleo no mercado internacional diante das perdas da pandemia. E do outro lado está a Ambev, que viu seu lucro cair 56% por conta da redução do consumo de cerveja durante a pandemia.

Mas, em todas as pontas, há aquelas empresas que se adaptaram durante a crise. De trabalho presencial a trabalho remoto, e de venda física à venda digital, as que deram conta de se transformarem e se manterem enxutas, provavelmente aumentaram seu valuation com a adoção de novos caminhos impostos pela pandemia.

Valuation e a atuação no meio digital: como as empresas (e funcionários) podem se beneficiar?

De 2020 até aqui conseguimos reforçar a ideia de o quanto muitas pessoas e empresas no Brasil são inovadoras!

Da contratação de pessoas de qualquer parte do mundo em regime home office, à adaptação das vendas pelo WhatsApp, o fato é que investir em soluções de curto/médio prazo é a grande saída para garantir a sobrevivência no mercado.

O home office, por exemplo, é tendência de trabalho mesmo para depois da pandemia. Além de garantir a flexibilidade e economia nas contratações (não precisar arcar com custos de transporte aos funcionários, por exemplo), contribui para a qualidade de vida do time, já que elimina tempo e custos com deslocamentos.

No caso das contratações, recrutamentos e seleções digitais possibilitam que as empresas encontrem profissionais com perfil e competências ideais às vagas de qualquer parte do mundo. E esse caminho, além de ser ágil, faz com que as equipes sejam mais diversas e, ao mesmo tempo, qualificadas.

E com a economia dos custos contratuais, como alimentação, deslocamento, uniformes, estrutura predial (energia elétrica, manutenção, entre outros), entre outros, é possível negociar salários mais atrativos – e atrair profissionais mais disputados.

E diante dessa otimização no trabalho como um todo e de uma comunicação e prestação de serviços cada vez mais ágeis no meio digital, o valuation das empresas só tende a crescer.

Empresas que tiveram aumento de valuation mesmo durante a pandemia

Já falamos da Petrobras e Ambev como exemplos negativos em relação aos impactos ocasionados pela Pandemia da Covid-19.

Mas, e as empresas que tiveram aumento de valuation?

Elencamos abaixo algumas delas que se destacaram durante a crise:

B2W Companhia Digita

Efeito contrário à crise, a dona da Americanas.com e do Submarino, a B2W viu seu valuation quase duplicar. Um dos seus principais movimentos para esse crescimento está na expansão no marketplace.

Com a possibilidade de lojistas venderem seus produtos em algumas das maiores plataformas de vendas virtuais da B2W (a exemplo do Magazine Luiza, que falaremos a seguir), em 2020 a companhia integrou o ranking das empresas com maior aumento de valor de mercado durante a crise.

Via Varejo

A Via Varejo viu seu valor de mercado crescer mais de 60%!

Entre os movimentos responsáveis por esse resultado está a troca de comando da empresa, com a volta da família Klein (fundadora da Casas Bahia). Com essa troca, a relação com os fornecedores melhorou e os colaboradores da companhia se motivaram. Ou seja: houve um ganho concreto na cultura organizacional.

Além disso, algumas ações promocionais da empresa resultaram no crescimento exponencial nas vendas no meio digital, o que foi decisivo para o valuation da empresa.

Natura (aquisição da Avon)

O grande feito da Natura no passado recente é, sem dúvidas, a aquisição da Avon!

Com a compra, a empresa de cosméticos se tornou a quarta maior no segmento de beleza. E isso corresponde a R$ 44 bilhões em valor de mercado, de acordo com o portal Folha.

Com a promessa de expansão das capacidades de atuação digital das duas empresas, o cenário de crescimento da Natura está favorável para mais oportunidades de mercado e aumento de faturamento.

Magazine Luiza

Mesmo em plena expansão, a gigante Magazine Luiza anunciou, já na primeira semana do isolamento social, uma campanha de frete grátis e convidou lojistas a venderem pelo seu site e app. Uma iniciativa e tanto, não?

Além disso, o movimento “Não demita”, que pedia a empresários a evitarem cortes durante a pandemia, contribuiu para que os canais digitais da empresa passassem a corresponder por cerca de 50% das suas vendas.

Como consequência no seu valuation, no final de 2020 o Magalu viu seu valor de mercado alcançar R$ 178,4 bilhões.

Marfrig

Para o aumento de valor de mercado da Marfrig podemos citar dois movimentos: a mudança na gestão da empresa e o bom momento na pecuária brasileira.

Consolidando-se como a segunda maior produtora de carne bovina no mundo, no terceiro trimestre de 2020 a Marfrig registrou um lucro líquido de 571% maior em relação a 2019.

E além dos movimentos que favoreceram o crescimento da empresa está também a iniciativa de melhorar a produtividade e reduzir os custos da operação na América do Sul.

Fatores que favorecem o crescimento do valuation de empresas

O crescimento do valuation está relacionado a diversas análises sobre diferentes pontos em uma empresa, que variam entre a sua própria história/identidade, quanto em aspectos mais burocráticos, como contratos com fornecedores, por exemplo. 

São oito pontos de atenção que falamos a seguir.

Tradição

Quando uma empresa tem um histórico de atuação no seu nicho de mercado, respaldada por uma identidade própria, ela tem tradição. Em empresas familiares, é muito comum se afirmar que elas são tradicionais, pois apresentam modelos de negócios consolidados que garantem reconhecimento pelo mercado.

Administração competente

O valuation também está relacionado à administração. Quando uma empresa apresenta todas as características necessárias para realizar uma gestão qualificada, o cenário provavelmente será favorecido para o crescimento do seu valor de mercado.

Boa cultura organizacional

Uma cultura organizacional bem estabelecida resulta em satisfação, engajamento e pertencimento dos funcionários. Esses sentimentos agregam valor de mercado à empresa porque ela se apresenta como uma organização sólida e positiva para ocupar o seu nicho de atuação.

Know how

O saber prático da empresa no fornecimento do seu produto/serviço é um dos elementos que definem o grau de expertise da organização no seu nicho de atuação. Ou seja, quanto mais autoridade de mercado, mas favorável estará o cenário para o crescimento do seu valuation.

Carteira de clientes

A carteira de clientes também influi no crescimento (ou decrescimento) do valuation de uma empresa.

Num supermercado, por exemplo, quanto mais clientes você vir frequentá-lo, provavelmente você entenderá que aquele estabelecimento é confiável e fornece bons produtos e serviços (e certamente você sentirá vontade de conhecê-lo também).

Assim funciona o valuation em relação à cartela de clientes: quanto maior, mais faturamento. E quanto mais faturamento, provavelmente mais o valor de mercado deverá crescer.

Marcas

Quantas marcas a sua empresa detém? E o quanto elas são relevantes para sua empresa e para os consumidores de cada uma delas? E outra reflexão é: qual o valor de cada uma delas?

Nesse sentido, o valuation de uma empresa está relacionado à marca como ativo. Então, quanto mais marcas uma empresa tiver, mais valorização e patrimônio ela poderá construir. Patentes;

Ferramentas de gestão eficientes

Outro ponto importante quando falamos em valor de mercado de uma empresa é quais ferramentas de gestão ela utiliza para otimizar a sua eficiência, controlar os seus processos, identificar gargalos e, principalmente, ajudar nas tomadas de decisão.

Importante: não basta somente utilizar ferramentas de gestão. Essas, por sua vez, precisam necessariamente ser eficientes para a construção e manutenção de cenários favoráveis ao crescimento do valuation.

Contratos com fornecedores

Quais são os fornecedores da empresa? São organizações confiáveis e idôneas? E como os contratos são elaborados? As cláusulas garantem segurança à sua organização?

Esses pontos são importantes para um valuation porque identificam o quanto uma empresa está exposta ao risco de obter problemas tanto operacionais (prazos, por exemplo) quanto à questão financeira/judicial numa eventual indisposição com seus fornecedores.

E-Commerce e empresas digitais não são mais tendência – são realidade!

Portas fechadas já não significam ausência de vendas, ao menos é o que mostra as restrições impostas pela Covid-19. Mas, como?

De 2020 para cá, observamos que mesmo com o fechamento do comércio as empresas se adaptaram e “abriram” as portas para o mundo digital. Muitas delas implementaram novos canais de vendas, seja pelas redes sociais ou até mesmo televendas.

Com as pessoas passando mais tempo em casa, a maioria delas passou a observar mais necessidades diárias do que antes, o que impactou diretamente no volume de vendas via comércio digital. E para sobreviverem, as empresas tiveram que se adaptar.

Essa evolução tão repentina em novos canais de vendas provocou uma transformação digital enorme nas empresas. Embora fosse tendência antes mesmo da pandemia, para se tornar realidade nas empresas foram necessárias apenas algumas semanas.

Segundo matéria veiculada no Estadão, cerca de 67% dos empresários afirmaram que a digitalização das operações provocou um avanço de meses a anos à frente do que as empresas esperavam. E para lidar com tanta transformação em termos de operação de novas tecnologias e sistemas, também foi necessária a criação de novas forças de trabalho.

E para o crescimento do valuation isso é um prato cheio, justamente porque essa digitalização nos negócios oportuniza a prospecção de mais clientes e exploração de novos mercados. E isso tem como resultado aumento tanto de faturamento quanto da própria confiança das pessoas e voltar a comprar os produtos das mesmas empresas.

Lições que você pode tirar das gigantes de mercado para aumentar o valuation do seu negócio

No mundo dos negócios, aprender com quem faz bem e melhor é um caminho para alcançar o sucesso. E as gigantes do mercado (que já falamos por aqui), estão aí para ensinar muitas lições para quem almeja chegar em níveis tão elevados.

Por isso, separamos 3 lições (que na prática deram certo) para você aumentar o valuation do seu negócio.

Lição 1: Apostar em inovação e desenvolver no seu time a habilidade de reagir rápido a crises

Há quem relaciona inovação unicamente à tecnologia. E tem a ver. Mas não é só isso.

Quando falamos em inovar também falamos sobre implementar novas metodologias, sistemas, processos…, e que não envolvem necessariamente o meio digital. Apostar em inovação também inclui capacitar os seus funcionários. Em momentos de crise, por exemplo, é fundamental que todos eles estejam preparados para lidar com as adversidades.

Por isso, desenvolva no seu time a habilidade de reagir rápido a crises. Além de tornar o negócio mais fluido, evitará frustrações que tenham por consequência desmotivação.

Lição 2: Ingressar e fortalecer sua atuação com vendas online

Ao longo deste artigo você já deve ter percebido o quanto as vendas online podem impulsionar o negócio.

E as grandes empresas nos ensinam que a adoção de canais digitais já não é mais uma escolha, mas uma necessidade que deve ser suprida para atender consumidores cada vez mais tecnológicos e exigentes (especialmente em relação a prazos).

Se você ainda não pensou na possibilidade de a sua empresa ter ao menos um canal online, está na hora de pensar sobre isso.

Lição 3: Administração competente, boa cultura organizacional e uso de ferramentas de gestão eficientes

Para aumentar o valuation do seu negócio é fundamental que a administração do seu negócio seja competente e atenda a organização como um todo. Ou seja, não focar apenas nas vendas.

É importante ressaltar que as vendas são a ponta de um longo processo que envolve capacitação das equipes, boa cultura organizacional, uso de ferramentas de gestão eficientes etc. Se nada disso for pensado (e praticado) ao decorrer de todo o fluxo empresarial, as chances de aumentar as suas vendas e alavancar o seu negócio poderão se estagnar.

E com uma organização sólida, é essencial estar preparado para mudanças drásticas (migração de regime presencial para home office, implementação de sistemas de vendas online, deliveries etc.). E tudo isso precisa estar ancorado numa identidade empresarial própria e processos muito bem estruturados.

O que fazer para descobrir qual o valor de mercado da sua empresa

Quando falamos em valor de mercado de uma empresa precisamos entender que a definição dessa informação requer conhecimento e, sobretudo, imparcialidade.

Ou seja…

Quando uma empresa deseja descobrir seu valuation, em primeiro lugar é porque ela tem algum propósito. Pode ser balizar valores para o momento de compra e venda, aperfeiçoar a gestão e controle, fazer uma dissolução societária e, inclusive, buscar novos sócios e investidores.

Por isso é fundamental contar com especialistas imparciais para essas análises. Além de não comprometer a idoneidade do processo, evitará também que todos os envolvidos (sejam compradores ou sócios em potencial) sejam acometidos por informações e interpretações incorretas. E daí, nessa última situação, as coisas tendem a se agravar, podendo inclusive gerar um prejuízo enorme para as partes.

Este texto foi desenvolvido por Yenom Avaliação Empresarial.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome