Socióloga larga a profissão para criar marca de bijuterias Plus Size

0
100
Socióloga larga a profissão para criar marca de bijuterias Plus Size
SB post

Márcia Gattai abandonou a sala de aula para lançar a Fofura Pimenta.

É uma sensação que incomoda. Você olha para um colar e quando vai experimentar, fica curto demais no seu pescoço. O anel que você tanto queria não coube no dedo. Os óculos ficaram muito pequenos para o rosto mais cheinho. É uma rotina que a “Fofura Pimenta” decidiu pôr um fim. A marca criada pela, agora, microempreendedora, Márcia Gattai, chegou há um ano e meio para melhorar a autoestima de quem tem um corpo gordo.

A entrada nesse mercado, que tem mais de cem milhões de potenciais consumidores no Brasil, só foi decidida depois de Márcia deixar um outro mundo: o das Universidades. A socióloga deu aula por 12 anos até ser despedida em 2015. “Aí, resolvi não dar mais aulas, mas vender bijus, que é algo que sempre gostei.” Um gosto estimulado ainda nos tempos de estudante quando, para pagar os estudos, ela foi ser vendedora em lojas de shopping.

Antenada com as tendências, ela percebeu a oportunidade de fazer bijuterias para mulheres e homens gordos, uma moda que ganhou força a partir dos anos 1990. Segundo a Associação Brasileira de Vestuário, a moda Plus Size representa 5% do mercado de varejo no país, mas com previsão de crescimento de 8% ao ano.

“É a única marca de bijuteria Plus Size no Brasil. Passei a confeccionar a maior parte porque não existem anéis, pulseiras, colares e chokers para as mulheres gordas. O que tem no mercado, em todas as faixas de preço, não serve para elas. “, exemplificou a dona do Fofura Pimenta.

Não demorou muito para a novidade chegar aos ouvidos, olhos e corpo das modelos e blogueiras Plus Size. Mayara Russi, por exemplo, foi protagonista do reality show Beleza GG, do canal E!, pode ser vista usando os óculos da Fofura Pimenta no Instagram. “As peças são lindas, modernas, tem um design diferenciado. Tudo sob medida e isso nenhuma outra loja faz”, disse a modelo.

A Associação Brasil Plus Size projeta que o mercado chegue, em quatro anos, em uma receita de 20 bilhões de reais. As peças de Márcia Gattai tem preços acessíveis. As bijuterias da Fofura Pimenta variam de 10 a 35 reais. Elas são confeccionadas com materiais variados, como camurça, alumínio, cobre, níquel, acrílico, resina, tudo dependendo do modelo. “Gosto de vender peças baratas, pra muitos terem acesso.”

As vendas acontecem através da conta da Fofura Pimenta no Instagram ou em bazares como o Pop Plus, maior feira de moda Plus Size do mundo. Nestas ocasiões, Márcia chega a vender mais de 400 peças em dois dias de evento. “É algo também relacionado à autoestima. Pessoas gordas são marginalizadas na moda. Já aconteceu muitas vezes, de mulheres adultas me dizerem que nunca usaram um anel na vida porque não encontraram um que servisse.” Agora, essa falha do mercado foi suprida.

Website: http://facebook.com/gdfcomunicacao

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome