Água não é tudo igual: Entenda a Água de Poço Artesiano.

0
29
Água não é tudo igual: Entenda a Água de Poço Artesiano.
SB post

Neste artigo, vamos falar sobre a Água de poço artesiano, além de outros tipos de água, suas classificações e peculiaridades. Além disso, traremos as novidades que saíram no relatório de águas subterrâneas da CETESB!

O que pode alterar a classificação de uma água?

Nós temos uma variedade de classificações para água. Estas podem variar por conta da localização desta água, sua constituição físico-química entre outros diversos parâmetros que podem alterar as suas características.

IMPORTANTE ressaltarmos que alguns tipos de água possuem especificações descritas por leis ou normatizações. Essas devem ser seguidas à risca para garantir a segurança do seu consumidor ou a eficácia de um determinado processo (água para hemodiálise, água purificada, água bruta entre outros).

Como a Água de poço artesiano é classificada?

As águas de poços artesianos são classificadas como água bruta (assim como as águas coletadas diretamente de rios, lagos, barragens, lençóis freáticos, minas e córregos). Deste modo, são águas desprovidas de qualquer tipo de tratamento, não atendendo aos padrões de consumo humano.

O que precisamos saber sobre a Água de poço artesiano?

A qualidade das águas de poços artesianos é muito variável, uma vez que as águas subterrâneas que abastecem nossos poços se deslocam por um longo caminho através de rochas e solos e assim podem captar diversos compostos (tais como magnésio, cálcio e cloreto, fluoreto, nitrato e ferro).

Sistema Aquífero Bauru (SAB)
Imagem do Sistema Aquífero Bauru (SAB). Fonte: CETESB

Em 2019 a CETESB publicou o relatório da qualidade das águas subterrâneas referentes aos anos de 2016 e 2018, utilizando o Indicador de Potabilidade das Águas Subterrâneas (IPAS).

O relatório mostrou que as águas subterrâneas do Estado de São Paulo apresentaram uma qualidade regular. Entretanto, descreveu um aumento em desconformidades nos padrões nos parâmetros microbiológicos, principalmente coliformes totais. Além disso, também foram apontadas desconformidades quanto às concentrações de nitrato e cromo no Sistema Aquífero Bauru.

  • Os coliformes totais de maneira geral não são patogênicos, mas este grupo indica contaminação fecal na água (visto que fazem parte da microbiota do intestino de mamíferos inclusive o homem).
  • O nitrato não apresenta uma grande toxicidade para os adultos, por ser rapidamente excretado pelos rins. Entretanto, concentrações maiores que 10 mg/L de nitrato, pode causar intoxicações agudas, principalmente em crianças e mulheres grávidas.
  • A toxicidade do cromo depende de seu estado de oxidação sendo descrito na literatura que o cromo (VI) mais tóxico que o cromo (III). Sua quantidade na água é preocupante por ser um composto corrosivo. Quando o cromo (VI) é consumido em altas doses pode causar falência renal aguda. Fonte: https://cetesb.sp.gov.br/laboratorios/wp-content/uploads/sites/24/2013/11/Cromio.pdf

IMPORTANTE: Tanto a presença de coliformes totais quanto de nitrato e cromo apresentam potencial de risco à saúde humana.

Como saber se a água de poço artesiano está própria para consumo?

Para utilizarmos a água do poço artesiano para consumo humano, é preciso tratá-la para atender parâmetros exigidos pela PRC Nº 5, de 28 de setembro de 2017, Anexo XX e Resolução SS 65. Para averiguar a regularidade de tais parâmetros exigidos é recomendado a realização periódica de análises de água. As análises vão verificar a presença tanto de células bacterianas potencialmente patogênicas (como a Escherichia coli), quanto a presença de compostos químicos nocivos à saúde.

Detecção de Escherichia coli
Meio de cultura seletivo para detecção de Escherichia coli. Fonte: Microambiental

DESSA FORMA, RECOMENDAMOS A REALIZAÇÃO DAS ANÁLISES NOS SEGUINTES PONTOS:

  • Antes do Tratamento: Permite uma melhor perspectiva de quais são as principais contaminações que estão naturalmente no poço, e assim conseguir desenvolver o tratamento mais adequado para a sua água;
  • Depois do Tratamento: Vai verificar se o tratamento aplicado é eficaz para eliminar as principais contaminações do seu poço artesiano. Se as análises de água apresentam não conformidade após o tratamento, o mesmo deve ser reavaliado;
  • Reservatórios e Caixas d’água: O tratamento escolhido pode ser eficaz, mas a água pode ser contaminada no seu transporte e/ou armazenamento. Realizar as análises de água em reservatórios, caixas d’água e torneiras vai certificar que a água está chegando adequadamente no seu destino final;
  • Chuveiros: A Bactéria Legionella é amplamente encontrada em ambientes aquáticos e, por isso, os poços artesianos não estão isentos da sua presença. Mas por que é importante realizar análises de Legionella no seu chuveiro? Os chuveiros são locais muito propícios para o seu desenvolvimento, tem a temperatura ideal para seu crescimento (entre 20 e 45 °C), permanece periodicamente estático e as gotículas de água são seus veículos de transmissão.

IMPORTANTE: A higiene do local em que a água é armazenada é fundamental, deste modo, recomendamos realizar a Limpeza de Caixas d’água e Reservatórios semestralmente para evitar a formação de biofilmes.

Como tratar a água de poço artesiano?

Como falamos as análises de água são o ponto inicial para a tomada de ações corretivas, mas algumas ações gerais são recomendadas para o tratamento de água de poço artesiano:

  • Sistemas de Filtração: Funcionam como uma barreira para os contaminantes. O filtro vai permitir a passagem de líquido por uma membrana semipermeável, mas vai reter partículas sólidas (tais como matéria orgânica, absorver alguns cátions tais como ferro e manganês entre outros).
  • Dosagem de Biocida (cloração): implementar um sistema inteligente de cloração ajuda a diminuir a presença de bactérias de vida livre. Como falamos anteriormente no nosso post sobre “o processo de desinfecção de água” o cloro apresenta uma alta eficiência na eliminação de contaminações microbiológicas.

Ainda tem dúvida sobre os cuidados com a Água de Poço Artesiano?

Não hesite em enviar um e-mail para: marketing@microambiental.com.br

Não apresenta sistema de Cloração para o seu poço artesiano?

A Microambiental realiza Cloração por Bombas Dosadoras que combatem os microrganismos. Para saber mais, entre em contato conosco. Nossos consultores terão o prazer de ajudá-los.

Este texto foi originalmente desenvolvido pela empresa Microambiental.

Publicidade

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Digite seu comentário!
Digite seu nome